Powered by Rock Convert

Na hora de planejar uma temporada de estudos fora do Brasil, uma dúvida que paira no ar é qual a melhor opção de acomodação: intercâmbio em casa de família ou em uma residência estudantil?

A hospedagem em casa de família é como passar um período imerso em outra cultura, mas vivendo como se estivesse no seu lar, com pessoas responsáveis por acolher o estudante durante o período. 

Já a residência estudantil funciona como uma república, em que os alunos são alojados em quartos compartilhados com colegas vindos de diversas partes do mundo.

Mas, afinal, qual é a melhor opção na hora de fazer um intercâmbio? Para ajudar você nessa difícil decisão, separamos os prós e contras de cada escolha!

Hospedagem em casa de família

Uma família tem hábitos mais saudáveis, com uma programação voltada para o bem-estar de todos os integrantes. Confira os prós e contras de se instalar em um lar!

Prós

Maior acesso à cultura local

Por viver a rotina diária da família, o estudante tem acesso aos costumes e hábitos do povo, aprendendo mais sobre a cultura local e a vida naquele país.

Mais receptividade

Os membros da família costumam recepcionar os alunos do intercâmbio e programam atividades em conjunto para criar mais harmonia com o novo integrante.

Frequência na prática do idioma

A família só fala no idioma local e dificilmente vai tentar se comunicar de outra forma. Isso pode parecer complicado, mas é a melhor forma de aprender uma nova língua, quando se está inserido completamente nela.

Refeições

Café da manhã e jantar costumam estar incluídos no valor semanal e isso faz muita diferença. Além de se alimentar melhor, você não precisa ir sempre ao supermercado. Em termos de custo, é a melhor opção.

Contras

Menos liberdade e privacidade

O estudante precisa se adequar as regras da casa, tendo que respeitar horários e limites que são impostos pelos responsáveis. Com isso, a privacidade também é menor, já que a circulação e a rotina da casa não devem se alterar com a chegada do intercambista.

Adaptação mais demorada

Como é preciso se integrar a uma rotina que você não conhece, normalmente, essa adaptação pode ser mais demorada.

Acomodação em residência estudantil

Para entender como funciona a vida de um estudante em uma residência formada por alunos de vários lugares do mundo, confira os prós e contras!

Prós

Próximo da escola

As casas são escolhidas pela proximidade com a escola de idiomas na qual o aluno está matriculado, justamente para reduzir os deslocamentos e evitar passar muito tempo no trânsito para chegar as aulas.

Contato com culturas diferentes

Como os estudantes são dos mais variados países, é possível conhecer outras culturas, gastronomia e costumes, ampliando os horizontes de aprendizado do aluno e, claro, o inglês, que é o idioma comum entre eles.

Independência

Na residência estudantil o aluno tem maior liberdade, sem regras nem horários. Então, se você tem uma personalidade mais independente, gosta de cozinhar e arrumar seu quarto, tem mais de 18 anos, essa é a melhor opção.

Contras

Menos prática do idioma com nativos

Como os estudantes que ficam alojados nas residências vem de diversas partes do mundo, normalmente, o local vira uma mistura de idiomas e culturas, forçando os estudantes a praticar a língua na qual buscam a fluência, mas com muitos sotaques diferentes. É preciso ter cuidado para não cair na armadilha de fazer amizades apenas com pessoas do seu próprio país. Uma boa escola não coloca mais de 2 alunos do mesmo país numa mesma residência. A real preocupação com a mistura de nacionalidade demonstra a seriedade da escola.

Compartilhamento de espaços

Banheiros, cozinhas, sala de estar e os demais espaços da residência são compartilhados entre todos os moradores. Por isso, a estadia tende a ser mais agitada e sem privacidade.

Escolha da melhor opção

O mais importante para essa tomada de decisão é levar em consideração o perfil do estudante e os objetivos que ele pretende alcançar com o período em que se dedicará ao intercâmbio.

Para aquelas pessoas que são mais sociais, gostam de dividir o espaço e de fazer amizades com outros viajantes, a acomodação estudantil é muito interessante, já que permite conhecer diversas culturas e viver com os mais variados costumes.

No entanto, para aqueles que preferem uma rotina mais familiar e que gostam de estar acompanhados para realizar atividades fora do período do curso, a casa de família é o local que mais vai aproximar o estudante da rotina familiar.

Para escolher o melhor curso e a acomodação mais adequada para o seu estilo, conte com o apoio de uma agência especializada em intercâmbios. Os profissionais podem indicar excelentes acomodações em casas de família que estão prontas para receber os intercambistas, assim como as melhores residências estudantis!

Então, está pronto para fazer um intercâmbio em casa de família ou em uma residência estudantil? Compartilhe este post com os seus amigos para que todos conheçam as opções!